Desenvolvendo soluções

O método de pagamento por aproximação (NFC) demorou a se popularizar no país, mas tem ganhado mais adeptos. A opção tem feito sucesso principalmente durante a pandemia, em que o risco de contaminação pelo dinheiro é alto. De acordo com um relatório da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), essa modalidade aumentou 330% no primeiro semestre de 2020 em comparação ao mesmo período em 2019.

Pagamento por aproximação cresce no Brasil — Foto: Divulgação/Nubank

O que é?

A tecnologia responsável pelo pagamento por aproximação é o NFC (Near Field Communication), algo como “comunicação por campo de proximidade” em português. Ela permite que os pagamentos sejam realizados sem inserir o cartão na maquininha e sem precisar digitar a senha. Alguns bancos e operadoras de cartão permitem que o recurso seja utilizado aproximando celular ou smartwatch da maquininha, o que também dispensa o uso do cartão de plástico.

Os pagamentos nessa modalidade possuem um limite de transação em que não é exigida a senha. No final de 2020, a Abecs aumentou o limite para R$ 200 para atender a demanda crescente pela ferramenta. Cada instituição financeira pode praticar limites distintos.

Fonte: Tech Tudo