Desenvolvendo soluções

Existem diferentes tipos, que trazem diversas informações analíticas para observação.

A seguir, vamos conhecer quais são os principais tipos de tipos de heatmaps para que você decida qual é o melhor para sua estratégia.

1. Hover Maps

O tipo de mapa de calor mais comum é o hover map ou mapa de navegação.

Ele mostra a captura de movimento média do mouse do usuário em uma página do site.

Esse tipo de heatmap é muito útil para realizar alterações de design.

2. Click Maps

O segundo tipo de heatmap é o click map ou mapa de cliques.

Ele mostra o comportamento padrão de cliques na página desejada.

Como a maior parte dos dispositivos móveis não possui cursores, esse é o modelo escolhido para análise de tablets e smartphones.

Você verá um panorama geral sobre os principais locais de clique.

Isso inclui, inclusive, elementos não-clicáveis.

Isso traz insights valiosos para melhorias de experiência do usuário e navegação, além de mostrar qual é o movimento mais executado em uma determinada landing page.

3. Scroll Maps

Os scroll maps também são chamados de mapas da barra de rolagem.

Esse tipo de rastreamento é muito valioso para descobrir informações relativas ao comportamento do usuário com relação ao conteúdo das páginas.

Até onde ele rolou a página antes de abandoná-la?

Em qual parte da página o usuário permanece por mais tempo?

Quais são as informações consideradas mais úteis e chamam mais a atenção do internauta?

Tudo isso é possível a partir da análise de um mapa da barra de rolagem.

Um bom exemplo de utilização desse recurso é no caso de chamadas para a ação posicionadas próximas ao rodapé da landing page.

Caso o usuário nem chegue até ela, é sinal de que talvez seja melhor trocá-la de lugar.

4. Recordings maps

Há também os recording maps ou mapas de gravação de tela.

Diferentemente dos demais tipos de heatmaps aqui mostrados, esse tipo grava diretamente a tela do usuário.

Ele funciona apenas por meio da autorização do internauta e geralmente é realizado por meio de empresas de pesquisa de mercado.

Esse não é exatamente um mapa de calor, mas decidi incluí-lo aqui por ser um ótimo complemento às outras ações.

5. Eye tracking

ferramenta eye tracking nos mapas de calor

Por falar em pesquisa de mercado, há outra importante ferramenta que oferece mapas de calor: o eye tracking.

Ela analisa o comportamento visual do consumidor.

Em outras palavras, rastreia os movimentos dos olhos pela tela, identificando o que chama ou não atenção das pessoas.

Como você deve imaginar, essa é uma análise muito mais qualificada que as demais.

Porém, exige a utilização de dispositivos especiais, como óculos e capacetes, que emitem raios infravermelhos.

Trata-se de uma tecnologia tão avançada que detecta até mesmo a dilatação da pupila, podendo capturar emoções e pontos de interesse instantâneo.

4 Ferramentas de heatmap

No mercado existem diversas ferramentas de heatmap.

A maioria executa tarefas semelhantes, mas existem algumas características peculiares que se adequam melhor a determinados objetivos de marketing.

Na lista abaixo, selecionei as principais, utilizadas por grandes empresas da indústria.

1. Hotjar

A Hotjar é uma das mais populares ferramentas de heatmap do mundo.

Ela é excelente para profissionais de marketing, engenheiros de produto, designers e especialistas em experiência do usuário.

Ela trabalha com heatmaps, mapas de gravação e traduz as informações para otimizar estratégias de conversão dentro do funil de vendas.

Além disso, permite a inserção de pesquisas internas no site, recolhendo feedback dos visitantes em tempo real durante a navegação.

2. Crazy Egg

A Crazy Egg foi a ferramenta escolhida para o nosso tutorial.

E não foi a toa.

Além de muito simples, ela traz todos os dados relevantes que um heatmap pode conter.

Com ela, tudo que você precisa fazer é selecionar a landing page desejada e aguardar os resultados.

3. Mouseflow

A Mouseflow é, provavelmente, a ferramenta com o maior número de funcionalidades dentre as aqui listadas.

Por meio dos mapas de calor, ela avalia o comportamento do usuário dentro de um site e auxilia na compreensão de toda e qualquer etapa de conversão no funil de marketing.

Ela também permite a criação de pesquisas quantitativas e qualitativas enquanto o usuário navega pelos site, coletando feedback em tempo real.

Além disso, pode ser integrada com uma série de plataformas muito utilizadas, como WordPress, HTML, Google Analytics, Wix, Drupal, Blogger, Shopify, Magento e Unbounce.

4. Smartlook

Uma alternativa menos conhecida é a Smartlook.

Ela realiza processos semelhantes às demais ferramentas aqui citadas, com a pequena diferença de um foco maior no comportamento em dispositivos móveis.

Fonte: Neil Patel